quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Apertem os cintos, vamos viajar no mundo da moda!

Que tal darmos uma viagem no mundo da moda, de alguns anos atrás até atualmente? Então, coloquem o cinto de segurança e sejam bem-vindos a essa "viagem", espero que gostem! Para começar faremos a nossa primeira parada nos; ANOS 30


O ano que antecedia os anos 30 foi marcado por uma tremenda euforia. Terminava ai, a crise de 1929. Ninguém esperava, em minutos bancos faliam, ricos estavam na rua da amargura e milhões, milhões de empregados perderam seus empregos. Diferente do ano que o procedia , os anos 30 não foi marcado por ousadia na forma das mulheres se vestir. Pelo contrário, trouxe consigo a feminilidade da mulher que tinha se perdido nos anos passados. O corpo da mulher começava a ser marcado pelas roupas e as saias ganhavam comprimento. Os vestidos retos e longos, além de que as mulheres traziam sobreposto boleros ou pequenas capas.
Como todo o mundo se recuperava da crise que abateu o sistema financeiro, os tecidos mais baratos se tornaram tecidos requintados, sendo utilizados nas roupas para noite, como o algodão e a casimira. A noite, as costas femininas vinham marcadas por cortes enviezados e largos. Apesar da elegância trazida nas costas, as pessoas descobriram o prazer da vida ao ar livre levando a moda a esse palco também. A mulher devia ser magra, esportiva e com um lindo bronzeado. Uma marca da atriz Greta Garbo, que vinha com uma sobrancelha e pálpebras marcados a lápis, e claro, pó de arroz bem claro. Daí começava a se retirar o mito da beleza feminina dessa época.
Os anos 30 vem estampado com a propagação das peças como: shorts, maiô , suéteres, etc. Com o corpo marcado e a vista aos olhares masculinos a mulher volta a demarcar os seios com o sutiã e agora com a nova ajuda de um espartilho flexível. Com o fim dos anos 30 , se aproximava o começo da 2 guerra mundial, e com ela a moda dos anos 30 terminava já com a utilização dos modelos militaristas no corpo das pessoas em geral. Um exemplo disso, foi a saia que ganhou um corte lateral. Enfim, assim as pessoas começaram a se despedir dos anos 30 e da moda que ele trazia.


                              ANOS 40
As saias mais curtas, vinham com pregas ou franzidinhas. As calças compridas se tornaram práticas e os vestidos tornaram-se populares. As pernas começaram a ficar nuas, vindo vestidas por meias soquetes. Os lenços subiram radical e literalmente a cabeça das mulheres. Já o rosto era produzido por maquilagem caseira. Como a mulher estava com "sua moda" delimitada começou-se a ousar nas cabeças, os chapéus começaram a fazer parte das vistas das pessoas. Nessa época a alta costura ficou totalmente restrita as mulheres que tinha consigo uma situação financeira alta. Foi nesse ano que as mulheres inventaram o tão famoso "prêt-à-porter" , para ser usado "em tempos difíceis". 
Com a libertação de Paris da guerra, a alegria invadiu a vida e as ruas , juntamente com os ritmos do jazz e as meias de náilon americanas . Juntamente com essas peças, vinham os soldados, que traziam para suas mulheres o famoso CHANNEL N°5. No pós guerra a simplicidade e praticidade tomou conta das mulheres. Características  já trazidas por Channel anteriormente. Entretanto, o francês Christian Dior, em sua primeira coleção, apresentou em 1947 as mulheres, as surpreendendo-as com suas saias rodadas e compridas, ombros e seios naturais, cintura fina, luvas e sapatos de saltos altos. O que começou a indicar que as mulheres anisava, desejam no seus mais intimo do intimo pela volta do luxo e sofisticação.
Dior assim, ficou imortalizado com seu "New Look" jovem e alegre. Assim começou a se ver a nova mulher. 


Bom espero que tenha gostado, e ah, a viagem não acabou. Logo mais teremos mais algumas "paradas" a fazer. Por enquanto saboreiem essas duas paradas no tempo. 


Amanda'Souza

3 comentários:

  1. obg pela visita...
    volte sempre q quiser
    ^^

    http://ministerioartecomdeus.blogspot.com/

    ResponderExcluir